terça-feira, janeiro 13, 2009

Condenada! Culpada! Me prendam!

Quem aqui já fez uma coisa no passado da qual se envergonha põe o dedo aqui, que já vai fechar e eu não vou esperar...
Agora, quem já dançou clássicos do vexame como "O pinto do meu pai, fugiu com a galinha da vizinha", levanta a mão! (Eu! Eu! Eu!) Que tal fazer isso em um palco armado no shopping? (Eu!Eu!)
Quem foi loucamente apaixonada pelo Leandro-chapinha do KLB, a ponto de ficar beijando o pôster dele na boca, como se fosse ele? (Eu! Eu! Eu! Euu!)
Quem já mandou cartinha de amor pro bonitão mais velho da escola? (Euuu! Euuu!) Anônima? (Eu! Eu!) E ele super sabia que era você? (Eu!Eu!)
Quem já teve um daqueles momentos 'Chaves', no meio da aula, quando todos se calam e só você está falando alguma coisa horrível e comprometedora? (Eu! Eu!) E quem, nesses momentos, estava cantando a música do "Ahsetodobrancofosseassim"? (Euuuuu! Escolhe eu!)
Quem já passou por uma fase clubber incompreendida e EM PLENA PRAIA usava uma saia preta rodada e um meião branco até o joelho com outras onze ou doze meias de cores diferentes esticadas embaixo, cada qual a uma altura distinta da perna? (Eu! Eu! Eu!) Veja bem... eu disse em plena praia. (...) É acho que só eu. Melhor parar por aqui, ou daqui um ano ou dois esse post vai me condenar também.


E vocês, amiguinhos, tem algum motivo pelo qual seu passado te condena?
Pauta: "Meu passado me condena"; rá.

21 palpites bem-vindos!:

Natalia disse...

Hahaha O pinto do meu pai fugiu com a galinha da vizinha é o uó!!!!Eu uma vez dancei o tchan na escola e detalhe eu tava de vestido..Ai oq vc me fez lembrar credoooo hahaha

Bjoks

Elsa Villon disse...

Ahaha... ótimo post... ri para caramba...

Não dancei o pinto do meu pai, serve Ragatanga para a escola inteira?

E se vestir de pirilampo?

E imitar o Elvis em festas?

Bem, meu passado me condena...

Ps: valeu pela dica, nem sei se quero mais... mas valeu ainda assim.

Marcos Satoru Kawanami disse...

Dona Girina Santista,

Na sétima série, eu me apaixonei pela CDF da turma, com direito a óculos, espinha na cara e... "excesso de gostosura" (era gorda mesmo!). Bem, querendo presenteá-la com algum fruto do meu trabalho, plantei uma horta, tive a pachorra de esperar e regar, aí, colhi um maço mãe de rúcula, embrulhei em jornal, e dei para a princesa. Detalhe: ela tinha uma irmã gêmea que, apesar de também usar óculos, não tinha espinha na cara, e nem tecido adiposo sobreabundante! Fala sério, que gosto tosco o meu.

saudações corinthianas
Marquitos

tha disse...

o pinto do meu pai...
hauhauhua

se em que essas músicas fazem mó sucesso qd são tocadas nas festinhas de hj. a galera gosta de relembrar as vergonhas...
hehe

beijoos

Marina Guido disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk...

a-do-reiiiiii!!!!!!!!

ri demais!!!

genteeee, esses posts estão mto bons!

ainda não criei coragem para me entregar assim, hauhauauhauhauha...

mas devo escrever meu texto ainda hj...

Bjo!

Francisca Nery disse...

eu hei de revelar que, tirando o ultimo caso, eu ateh gritei 'ei' alto junto contigo ;x aushuahs

taatie a. disse...

hahaha, éé verdade, passado as vezes condena até demais!
adorei seu blog. *-*

Line disse...

AHHAHAHHAHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHA meudeusmorri XD
socoooorro, como é que a gente consegue fazer bobagens assim?!

Jhé Cruz disse...

É, acho que você ganhou. Nunca vi tanto constrangimento em um só post. HAHAHAHAHA

Leila disse...

AHHAHAAHHAHA ooolha, a fase clubber foi sem dúvida a MELHOR da sua história! :D alias, o que aconteceu com os clubbers? eles evoluíram pra ravers? tá, enfim... esses axézinhos marotos condenaram 90% dos brasileiros cara! certeza, principalmente quem na época era criança:x

Miguel disse...

Hahahaha, com certeza!
Todo mundo tem um momento que condena.
Adorei teu blog.

Valeu!

Isah disse...

Nó, muito massa esse post.. Lembrei do filme da Amelie Poulan, sabe? Um filme que valoriza muito as pequenas coisas, não necessariamente "passado negro", mas coisas do tipo passar cola branca na mão, esperar secar e tirar a casquinha ahahahah =]

Muito bom o post! Beijos ;*

Karen Barbarini disse...

Ninguééééém merece o pinto do meu pai hein!!!
Olha, eu nunca gostei do KLB, mas jah gostei de coisas piores, viu?
hahahhaha



www.inkatharsis.blogger.com.br

Robbie Jacks disse...

QUÊ?? 11 ou 12 meias???????? Que é issssssso, minha gente!!!!!


Tu falou isso, e me lembrei: ontem vi um monte de "miguxinhas" no shopping e acho que, muito em breve, elas vão se arrepender amargamente do jeito que estavam vestidas,rsrsrs

may disse...

Caraca, me identifiquei muuuuito com esse texto! DSAHIHODISAHOI
Quem já dançou créu em cima de um palco num show para 4 mil pessoas? Eu, eu , eu! que UÓ, tenho até pena de mim! Quem fala mais besteiras e coisas erradas nas horas erradas? Eu eu eu!
todo mundo tem um passado e um presente obscuro! daadspj

Angela disse...

O máximo que me lembro agora foi minha fase monocromática... Era so azul, so rosa, so amarelo.. e quando queria variar botava uns acessórios beeeeeeeeeeem misturados [!!] por cima do monocromático! Falto rasga as fotos dessa época mas guardo [bem escondidas para evitar possíveis chantagens] para lembrar que ninguém eh perfeito!! XD

Luiza Silvestrini disse...

Pô Diandra... Eu fiz quase tudo isso aí, mas eu gostava do Júnior, também conhecido como irmão da Sandy, e não do KLB. Agora... A meia na praia... Forçou!

Marcos Satoru Kawanami disse...

Teve também a vez da Carolina.
Por causa dela, eu passava os finais de semana inteiros redigindo um jornalzinho que era afixado na parede da sala de aula, no 1ºColegial.
Fiz isso durante 1 ano, a fim de ofertar-lhe algo de meu trabalho.
Mas o tonto aqui assinava com um pseudônimo feminino para ninguém me descobrir. E acabou que nem a Carolina soube que era eu o jornalista.

Isabella ♥ disse...

Oi !
Nossa , ri demais nesse teu post !
Sabe , eu tb fui apaixonada pelo Leandro-chapinha do KLB 'HAUAHAU' .
Mas uma vez fui levar a bandeija de lanche na cantina (pré-escola) , daí eu não aguentei o peso e deixei tudo cair no chão . Detalhe: Toda a quarta série estava olhando . Que vergonha !
Mas não parou por ai não , eu fui correndo pra sala chorando e quando cheguei lá começaram a rir de mim . Meu passado também me condena .
Parabéns pelo blog .
Beijos!

Cih disse...

Eu chorei de rir por vc ter me lembrado do "pinto do meu pai" não existe coisa mais grotesca do que alguém ter o extremo da criatividade de compôr uma música dizendo: o pinto do meu pai,fugiu com a galinha vizinha hahahahaha"
Deprimente!Eu tive uma paixonite pelo Lenadro não durou mto rsrs

beijos!

Pri disse...

Quem já mandou cartinha de amor pro bonitão mais velho da escola?Anônima? E ele super sabia que era você?

Eu ja.. kkkkk

bjs