sábado, dezembro 20, 2008

Solitaria-mente

Final de ano, nos últimos tempos, sempre tem vindo acompanhado daquela sensação vazia, mas que me faz transbordar de solidão. É estranho. Acho que não sou só eu quem sente isso. É a época em que as pessoas mais organizam festas e encontros. Acredito que nunca se abraça tanto quanto nessa parte do ano. As pessoas tentam desesperadamente se aproximar das outras, encontrar pedacinhos de si mesmas dentro do próximo. Quando chega outubro e já se começa a falar de Natal, as pessoas percebem o quanto o tempo passou rápido e, mais que nos aniversários, percebem o quanto estão ficando velhas, o quanto as coisas são efêmeras. É um momento de reflexão.

É quando então, querem resgatar tudo aquilo que deixaram se perder. Querem relembrar o passado, tentam reconectar-se com aquilo que ficou pra trás. Uma seqüência de movimentos desesperados que se traduz em ligações, e-mails, cartões.... Recolhem cada migalha de si mesmos que podem encontrar dentro dos outros, mesmo que sejam as memórias mais antigas e incompletas.

Se assustam com os fios brancos no espelho, com o aparecimento daquela sobrinha que era um bebê ainda ontem e que hoje já anda de mini-saia, com um namorado à tiracolo, beijando na boca.
No meu caso, eu sempre fico me sentindo incrivelmente mais solitária. Não compactuo bem com todas essas corridas em busca de algo que nunca será encontrado. Não quero meus restos, pois sei que eles não voltarão mais. Quero ser inteira.

Muitos querem alguém para parar a morte. Hoje, eu só peço alguém com quem dividir a vida.

6 palpites bem-vindos!:

Jhenifer disse...

nossa, super verdade isso q vc falou! amei cada palavra... é realmente assim! ta d parabéns!!! beeeijos ^^ feliz natal, td d bom!

Tatah Santini disse...

Pelo menos você foi verdadeira em suas palavras. As pessoas são hipócritas, se fazem de amigas por essas datas e esquecem que o clima natalino na verdade deveria durar o ano todo.
:)

Willölsei disse...

Olá Diandra!
Conheci seu blog através de uma notificação de plágio. Não sei se têm visto seus comentários anteriores, mas o post do dia 08 de Outubro de 2007 parece ter sido plagiado.

Naquele dia eu não havia tentado me comunicar com você porque o Zoroastro já tinha dito que havia falado com você. De qualquer forma, como não sabemos quem plagiou quem, gostaríamos só de dar uma oportunidade a ambos os lados de esclarecerem, certo?

Admiro muito seu blog e seu modo de escrita. De verdade. Você escreve extremamente bem, e escreve sobre assuntos que nos fazem refletir de verdade.

Queria eu escrever deste jeito! aiuheieuh =P Até tenho alguns blogs, dois dos que eu mais posto, no entant, não chegam aos pés do seu ^^'

Quem não quer dividir a vida com alguém? A solidão dói, pra caramba. Sempre acreditei que não preciso amar pra ser feliz, no entanto, não posso ser feliz sem ter alguém do meu lado. POr isso que eu amo meus amigos *-*~ aeheiueheiuhe Por mais que alguns dêem mancada e tudo o mais =] são as pessoas que eu vou confiar pra sempre.

seu blog está de parabéns x3 adoro seu jeito de escrita e eu espero que você continue postando (Com mais freqüência!!!)

Elsa Villon disse...

Como já havia dito: ficou triste...

Mas o final ficou bem... legítimo.

Escreva mais, principalmente se não for pauta para a Capricho.

Eu digo que você no fundo é sensível... por trás desses dedos do pé esmagadores...

Willölsei disse...

8D o natal passou, o ano novo chegou e não tem post noco =C

Joanna L!s [Lp] disse...

Olá, Diandra.Queria dizer que já sou sua leitora à algum tempo, e que admiro muito seu jeito de escrever.
Eu nunca havia comentado nenhum texto seu, mais com esse eu não podia deixar de tê-lo feito.Saiba que não é só você que se sente estranha no fim do ano.Eu gosto dessa época, mas me sinto mal ao ver a hiprocrisia que domina as pessoas nessa época.Eu procuro tentar com que não me afete, e procuro não abraçar pessoas que eu detesto, como as pessoas fazem no fim do ano, mas é inevitável.E você soube expressar isso de um jeito muito particular.Parabéns.
Sinto muito pelo plágio.Já aconteceu comigo, não no blog, mas no orkut, e sinceramente, eu acho que plágio devia dar cadeia, viu! XD
-------------------------------

Mudando de assunto um pouco, eu pude ver que sua vida anda meio conturbada, mas quando tiver um tempo, eu gostaria que você desse uma olhada no meu blog...comecei a pouco tempo, e não tenho muita experiencia, mas me sinto extremamente bem quando estou escrevendo.Deve ser um bom sinal.^^
E tenho a mesma paixão que você tem por idiomas diferentes, principalmente o inglês, e a maioria dos títulos dos meus textos são em inglês.

Grande beijo...espero que tenha um tempinho pra responder! :*