segunda-feira, fevereiro 26, 2007

sem.nome.
Eu leio cartas antigas, eu espirro com o pó dos velhos livros
Na fila da vida, onde o tempo não passa, eu espero por algo que não sei o que é.
Eu odeio não saber. Odeio não ter o controle das coisas.
Mas ás vezes, tudo o que a gente mais quer e precisa é entregar as rédeas das
situações para outra pessoa.
Eu queria inspirar poesia. Queria, ah como eu queria!
Queria ser a lua da noite de alguém
Ser o Sol quente que ilumina a água fria do mar.
Ser o reflexo no espelho da espera. Inspirar reflexão cadente.
Fazer alguém sair dirigindo sem destino pra respirar.
Queria tirar o fôlego e fazer tremer.
O frio na barriga misturando com o calor do corpo.
Deixar meu cheiro na roupa que será aspirada na solidão de um quarto.
Eu espero na fila da vida, onde o tempo voa, por alguém que não vai chegar.

4 palpites bem-vindos!:

Paula disse...

e pq vc acha que nao faz isso a alguem?

todo mundo, de alguma forma mexe com outra pessoa....


sei lá, se os seres humanos tivessem manual de instrução essa seria uma primeira questões a ser tratada.

mas o legal é não saber que causamos isso...

pra nao nos vangloriarmos, pra nao tentarmos melhorar, ou intensificar..


isso também é chamado de ser apenas NATURAL.

e encantar as pessoas sendo o que vc é, muitas vezes, sem nem saber realmente que é alguem...

entende?

Guilherme disse...

Nossa que nostalgia solitária e amorosa.
Sabe, muitas vezes o mais importante é ser importante pra alguém. É se sentir importante, pra se sentir bem.
Naturalmente o ser humano gosta de se sentir querido, pois assim se sente protegido, amado.
Mas nesse mundo louco em que vivemos, quem sabe quando estamos seguros?
Quanto mais.. quem saberá quando seremos amados...
Enfim... é bom texto...

Nathy disse...

Achei seu blog na capricho. Parabéns por ser uma das escolhidas. Beijos!!

Camila disse...

Oi, menina nostálgica :)
Encontrei seu blog na comunidade do TM, li seu texto e me identifiquei!
Estava pensando em algo parecido antes de ler... gostei mesmo do texto, parabéns!

quando puder, dê uma passadinha no meu blog!
www.nostalgica.blogger.com.br
Bjus